Diagnóstico e Tratamento

Terapia Biológica

A terapia biológica, também chamada de imunoterapia, consiste na utilização do próprio sistema de defesa do corpo na tentativa de combater o “organismo hospedeiro”, que nesse caso é o câncer. Algumas dessas terapias utilizam de citocinas, como interleucinas e interferon. Essa modalidade de tratamento, assim como os quimioterápicos, pode apresentar efeitos adversos como fadiga extrema, danos nos rins, sangramentos intestinais, dor abdominal, taquicardia etc. Atualmente a imunoterapia é um dos grandes focos do tratamento para o câncer e já apresenta resultados promissores em sua utilização.

Referências:
Instituto Nacional do Câncer – INCA. Quimioterapia.
Instituto Oncoguia. Tratamento quimioterápico no câncer de mama.
Hospital do Câncer de Barretos. Quimioterapia.

A Administração dos remédios quimioterápicos é feita por:

• Via oral: Através de comprimidos e cápsulas.
• Via intravenosa: Aplicações diretamente no sangue, através da veia.
• Via subcutânea: Aplicações injetáveis no tecido subcutâneo, ou seja, abaixo da pele.
• Via intramuscular: Injeções aplicadas no músculo.
• Via intracavitária: Aplicada dentro de cavidades do corpo, como tórax e abdome.
• Via intratecal: Aplicadas pela espinha dorsal, diretamente no liquor.
• Via Port-a-Cath: Aplicado através de catéter utilizado nos casos de acesso venoso difícil, em quimioterapia de longa duração.
• Uso tópico: Aplicação diretamente sob a pele, como uso de loções, pomadas e cremes.