fbpx

Notícias

Privado: Oncológica do Brasil usa Inteligência Artificial IBM Watson para o tratamento personalizado do câncer

2 de dezembro de 2019

Sempre conectada às inovações e aos principais avanços da oncologia, a Oncológica do Brasil traz à capital paraense uma tecnologia de vanguarda que abrevia a busca pelo melhor tratamento possível, garantindo mais segurança no atendimento aos pacientes e na tomada de decisões assertivas. A Oncológica do Brasil é uma das poucas instituições no mundo inteiro a utilizar a plataforma de inteligência artificial robótica Watson for Oncology, desenvolvida pela IBM.

Staff da Oncológica do Brasil ao lado dos gestores da ALFEMA, distribuidora oficial da IBM WATSON For Oncology no II Forúm Paraense de Gestão em Saúde

Integrando-se ao trabalho da equipe médica e multidisciplinar, o recurso fornece aos profissionais opções terapêuticas baseadas em evidências científicas mundiais. A novidade faz parte de uma série de investimentos da Oncológica do Brasil que serão apresentados no primeiro trimestre de 2020, mas que já entram em funcionamento ativo para a população paraense a partir do dia 15 de dezembro de 2019.

O Watson, plataforma de computação cognitiva em nuvem da IBM, analisa grandes volumes de dados a fim de apontar alternativas individualizadas e orientadas ao perfil de cada paciente diagnosticado com câncer. Este levantamento considera informações clínicas, histórico e resultados de exames fornecidos pelo médico diretamente no sistema. A partir disso, o Watson informa a relevância de cada tratamento identificado e fornece links de apoio para essas alternativas, incluindo pontos importantes como medicamentos e possíveis efeitos colaterais. Deste modo, a solução auxilia e qualifica a decisão do oncologista pelo melhor tratamento disponível à demanda. Além de favorecer a assertividade e acelerar o processo de pesquisa, também permite ao profissional dedicar maior parte de seu tempo à interação e discussões do caso com seu paciente.

Em todas as unidades da Oncológica do Brasil, os médicos poderão utilizar a solução para obter informações sobre tratamentos. “Trazemos a Belém, com exclusividade, um software que evidencia nossa busca constante pela inovação com foco no paciente e suas singularidades. Reforçando a Oncológica do Brasil como centro de excelência totalmente dedicado e especializado no acompanhamento do paciente e seus familiares, conectado aos progressos e inovações mundiais no tratamento personalizado do câncer.”, explicou o pesquisador e CEO da Oncológica do Brasil, Dr. Luis Eduardo Werneck.

O Watson for Oncology foi inicialmente treinado pelo Memorial Sloan Kettering Center (MSK), em Nova Iorque (USA), um dos mais importantes centros de estudos sobre a doença no mundo, e é beneficiado por um processo colaborativo com milhares de médicos oncologistas do mundo todo que interagem com nossa equipe em Belém e o robô. O sistema utiliza como base evidências científicas atualizadas a cada segundo em todo o planeta e classificadas por ordem de relevância por profissionais usuários de diversos países. Os sistemas cognitivos estão sendo adotados mundialmente no mercado de saúde, uma vez que tornam a medicina mais participativa. Na Índia, China, Tailândia, Estados Unidos, Coréia, Singapura e nos maiores centros europeus, por exemplo, o Watson for Oncology já é utilizado por grandes hospitais para dar suporte aos oncologistas.

Com a Oncológica do Brasil, dando suporte ao tratamento Humanizado e Personalizado para cada tipo de Câncer, Belém agora faz parte de um seleto time de oncologistas de nível mundial no combate à doença, com resultados robustos e confiáveis, segundo o oncologista Dr. Luis Eduardo Werneck e o Presidente da IBM Latin America, Dr. Fabio Matoso. “A tecnologia, nossa equipe e sua integração em busca de resultados ainda mais promissores dos que os já atingidos pelo time de especialistas da Oncológica do Brasil estarão em funcionamento a partir de 15 de dezembro de 2019, em todas as nossas unidades no estado do Pará. Podendo ser visitada pelos colegas oncologistas de nossa região, vale a pena conhecer.”, finaliza Dr. Luis Eduardo Werneck.

Curta nossa página no Facebook! Voltar