Notícias

Regime de administração estendido de pembrolizumabe é aprovado na Europa

14 de maio de 2019

Os inibidores de checkpoint imunológico modificaram a história do tratamento oncológico, seja pela eficácia em tumores antes sem opções terapêuticas, como também pela segurança associada ao tratamento, que usualmente está associado a ausência de efeitos adversos graves em grande parte dos pacientes.

A fim de proporcionar uma maior flexibilidade e maior conveniência para pacientes e profissionais de saúde, a agência europeia CHMP (Committee for Medicinal Products for Human Use) recentemente foi favorável à inclusão de um novo regime de administração do anticorpo monoclonal anti-PD-1 pembrolizumabe na dose de 400 mg a cada 6 semanas (a dose padrão é de 200 mg a cada 3 semanas) em todas as 8 indicações de tratamento aprovadas na Europa.

Esse regime de administração estendido é baseado em estudo de exposição-resposta apresentado na ASCO 2018, sugerindo eficácia e segurança semelhantes entre o regime de administração estendido e o regime padrão em avaliação de dados farmacocinéticos.

O novo regime de tratamento já é exibido na bula do medicamento aprovada pela agência regulatória EMA (European Medicines Agency).

 

Fonte: Manual de Oncologia Clínica do Brasil (MOC)

Curta nossa página no Facebook! Voltar