Notícias

Triagem reduz mortalidade por câncer de pulmão

11 de julho de 2019

O diagnóstico precoce com tomografia computadorizada de baixas doses (LDTC) tem sido investigado como estratégia de triagem para reduzir as mortes por câncer de pulmão. Resultados de longo prazo do National Lung Screening Trial (NLST) publicados em julho no Journal of Thoracic Oncology confirmam os achados iniciais e mostram que a LDCT reduziu significativamente a mortalidade por câncer de pulmão em fumantes e ex-fumantes de alto risco em comparação com a radiografia de tórax.

O NLST incluiu 26.722 pacientes no braço LDCT e 26,730 no braço de raio-x (CXR) em 33 instituições médicas dos EUA. Agora, o NLST publicou os dados de 11,3 anos de acompanhamento para incidência e 12,3 anos para a mortalidade.

Resultados

Nesse acompanhamento mais prolongado os autores reportaram 1.701 e 1,681 casos de câncer pulmão diagnosticados nos braços LDCT e CXR, respectivamente; RR=1,01 (IC 95%: 0,95-1,09). Foram observadas 1147 mortes no grupo LDCT versus 1236 no grupo CXR, RR=0,92 (IC 95%: 0,85-1,00).

 A diferença entre os braços no número (por 1.000) de câncer de pulmão foi 3,3, semelhante à estimativa original da SNN de cerca de 320. A mortalidade por câncer de pulmão ajustada por diluição RR foi de 0,89 (95% CI: 0,80-0,997). Para mortalidade geral, houve 5253 (LDCT) e 5366 (CXR) mortes, para uma diferença entre os braços (por 1.000) de 4,2 (IC 95%: -2,6-10,9).

Conclusão

O seguimento prolongado do NLST mostrou uma NNS semelhante à análise original. Não houve aumento global na incidência de câncer de pulmão no braço LDCT versus CXR.

Curta nossa página no Facebook! Voltar